Laboratório

Sonia Racy

26 de setembro de 2015 | 01h01

A partir de 12 de outubro, todas as salas do CCBB São Paulo serão ocupadas por seres geneticamente modificados.

Nada de ETs. Trata-se, na verdade, de esculturas hiperrealistas, da festejada artista Patricia Piccinini. A australiana cria seres humanos e animais, em escala real, a partir de efeitos da manipulação genética previstos em estudos de biotecnologia.

Batizada de Com-Ciência, a exposição permanecerá em cartaz durante três meses.

Tendências: