Lá e cá

Sonia Racy

13 de setembro de 2011 | 23h01

A miss Angola encantou brasileiros, mas o intercâmbio cultural entre os dois países deixa a desejar. O déficit foi apontado por Artur Pestana dos Santos, autor angolano, durante a Bienal do Livro do Rio, semana passada. Principalmente do lado brasileiro que, segundo ele, não olha como deveria para a produção angolana.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: