Lá como cá

Sonia Racy

28 de abril de 2012 | 01h08

Nuno Vasconcellos, dirigente do grupo Ongoing – que acaba de comprar o portal iG no Brasil –, passou a tarde de quinta-feira depondo no Diap (Departamento de Investigação e Acção Penal), em Lisboa.

Motivo? Espionagem, gravações e escutas ilegais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.