Justiça e MPF em clima de férias em Curitiba

Justiça e MPF em clima de férias em Curitiba

Sonia Racy

17 Dezembro 2017 | 01h22

MARCELO ODEBRECHT

MARCELO ODEBRECHT. FOTO: FELIX LEAL/FUTURA PRESS

Com a entrega dos R$ 653 milhões à Petrobrás e o anúncio da saída de Marcelo Odebrecht, tanto o pessoal da Justiça quanto do MPF, em Curitiba, entraram em clima de parada geral – que vai do dia 20 até 6 de janeiro.

Mas pode não 
ser assim…

Os mais atentos, porém, avisam: foi numa parada dessas, em 2014, que o sossego acabou porque Nestor Cerveró voltava do exterior e a PF o pegou no aeroporto.

E em 2016 a calmaria foi interrompida pelo acordo de delação com a Odebrecht.

Leia mais notas da coluna:

Meirelles decide candidatura até março ou abril

Para deixar a cela, Marcelo Odebrecht ainda tem papéis a entregar