Jurista pede soluções ‘mais fáceis e não tão caras’ para juiz de garantias

Jurista pede soluções ‘mais fáceis e não tão caras’ para juiz de garantias

Sonia Racy

21 de janeiro de 2020 | 00h45


ARY OSWALDO MATTOS FILHO. FOTO: ESTADÃO

 

Atento ao agitado debate sobre o juiz de garantias, o jurista Ary Oswaldo Mattos Filho faz uma ponderação: “Não sei se não teria sido mais fácil criar regras para melhor demarcar os espaços entre julgador, acusador e defensor” – de modo a eliminar “a percepção, pelos defensores, de um tratamento não equitativo entre as partes”.

Problema 2: a separação entre o juiz de garantia e o de instrução e julgamento “aumentou o perigo da prescrição, do custo da máquina judicial já bastante alto”.

Jurista 2

Na fórmula proposta, diz Mattos Filho, o juiz julgador “tem acesso incompleto dos autos”, que em sua totalidade “estarão à disposição apenas do acusador e do defensor”. E não se prevê punição “às delongas que levam à prescrição do processo”. Sua conclusão: “Restariam outras soluções mais fáceis e não tão caras ao Tesouro Nacional”.

Carona…

Josias Teófilo decidiu lançar o trailer do seu segundo longa, Nem tudo Se Desfaz, no mesmo dia da premiação do Oscar, 9 de fevereiro. Quer continuar aproveitando a visibilidade de Democracia em Vertigem, de Petra Costa.

Desde a indicação ao prêmio, ele vê o crowdfunding de seu filme, sobre a ascensão da direita, engordar. Já arrecadou, de lá para cá, R$ 8 mil. A vaquinha soma agora um total de R$ 56 mil.

…com Petra

Josias, aliás, questiona o fato de ele ser chamado de “cineasta bolsonarista” enquanto Petra não é chamada de “cineasta petista”.

03 em campo

Na ausência de Bolsonaro nos atos pela criação do Aliança pelo Brasil, Eduardo, o Zero 3, deve entrar em campo. A agenda da família está sendo organizada. Enquanto isso, o presidente estreou no Nordeste uma live – em João Pessoa, na Paraíba. Falou da dificuldade para criar o partido a tempo das eleições, mas pediu empenho.

O presidente da Embratur, Gilson Machado, organiza os atos na região, que têm intérprete de libras.

Secretário rejeita candidatura
para ficar no governo Doria

O secretário de Turismo de SP, o catarinense Vinicius Lummertz, recebeu convite para concorrer à prefeitura de Florianópolis ou à de Blumenau. Pensou, mas acabou preferindo continuar na gestão João Doria.

‘A melhor’, no
atual cenário

“Regina Duarte não é perversa, nem cínica nem nazista”, resumiu Maitê Proença sobre o convite à atriz para suceder Roberto Alvim na Cultura – como antecipou ontem o blog da coluna. Para ela, “é a melhor das possibilidades, dentro do cenário que vivemos”.

Maitê ressaltou, na conversa, que Regina “conhece todo mundo no meio artístico” e além disso “tem admiradores de todas as ideologias”. E arrematou: “No fundo, o Brasil não é conhecido no mundo pela carne que exporta, mas, sim, pela cultura que produz. Pelo samba, pelo carnaval e pela bossa nova”.

Todo santo ajuda

Em postagem no Instagram relacionando seu encontro “olho no olho” com Bolsonaro ao dia de São Sebastião, Regina Duarte se confundiu e acabou publicando no texto uma foto de Santo Expedito. Conhecido como o santo das causas… impossíveis.

Sem fronteiras

Paris marca presença no Festival Sem Censura, organizado pela Prefeitura de São Paulo. No dia 31, o Théâtre du Châtelet promove, em parceria com o Ateliê dos Artistas no Exílio, um debate com artistas da Venezuela, Paquistão e República Democrática do Congo, sobre a censura que sofreram em seus países e o trabalho que desenvolveram no exílio em Paris.

Dez dias mais

A expo Musicais no Cinema, no MIS, vai ser prorrogada. Em vez de terminar dia 16 de fevereiro, vai até 26, incluindo o Carnaval.

 

 

 

 

Tendências: