Juntos

Sonia Racy

08 Julho 2015 | 01h06

Rogerio Chequer, do Vem Pra Rua, gostou de saber que líderes da oposição se mostram mais dispostos, no atual quadro político, a uma proximidade maior com os movimentos sociais.

“Serão muito bem-vindos, não vejo nenhum problema de interlocução”, diz o líder do movimento. Na avaliação de Chequer – que é semelhante à de outros grupos de protesto que preparam manifestação para 16 de agosto – o cenário político “vai mudar muito nos próximos dois meses”.