Julgamento sobre delação de Joesley deve ficar para 2019

Sonia Racy

22 Novembro 2018 | 00h45

JOESLEY BATISTA

JOESLEY BATISTA. FOTO: JONNE RORIZ/ESTADÃO

Tudo indica que o julgamento do STF sobre rescindir — ou não — o acordo de delação de Joesley Batista e companhia vai ficar para o ano que vem.

Resta ainda ouvir ao menos um delegado da PF e todos os colaboradores.

Etapas até decisão
final são muitas

Depois, Fachin ainda precisa abrir prazo para as manifestações finais das defesas e da PGR, elaborar o seu voto e pedir que Toffoli inclua na pauta. A rescisão foi pedida por Janot em setembro de 2017.

Leia mais notas da coluna:
Ana Amélia pode ter voz no governo Bolsonaro
Senadores e governadores vão participar de reunião do PSL