Juízes que barganham aumento do teto reeditam tática de 2005

Juízes que barganham aumento do teto reeditam tática de 2005

Sonia Racy

04 Julho 2018 | 01h00

NELSON JOBIM

NELSON JOBIM. FOTO: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

Juízes que barganham aumento do teto salarial em troca da extinção pacífica do auxílio-moradia estão reeditando a mesma tática de mais de uma década atrás. Segundo fonte, associações de classe participaram, em 2005, de entendimento com o então presidente do STF, Nelson Jobim, que acabou com o benefício no primeiro governo de Lula. Em troca, magistrados receberam abono e, depois, aumento.

A negociação acabou não só com o auxílio-moradia como com outros penduricalhos. Que, depois, no entanto, foram recriados.

No STF, a expectativa é que magistrados tenham o voto de Luiz Fux, Lewandowski e Dias Tofolli, segundo fonte.

Leia mais notas da coluna: 

Putin usa a Copa para promover o patriotismo

Neymar é o brasileiro mais citado no Twitter da Copa