Recesso do TJ tem efeito colateral no sistema prisional

Sonia Racy

13 Janeiro 2017 | 00h50

Juízes tiram… Dados levantados pela coluna mostram que o recesso de fim de ano no Tribunal de Justiça de São Paulo tem efeito colateral no sistema prisional do Estado. Este ano, em função desse descanso, as audiências de custódia ficaram suspensas de 19 de dezembro a 9 de janeiro.

…férias…
Resultado? No período, o número de presos cresceu quase 1%, saltando de 231.436 para 235.190 detentos.

…e presos esperam
Há quem diga que se as audiências tivessem sido mantidas num plantão judiciário, a “inflação” carcerária cairia pela metade. É que 50% dos presos são autores de delitos leves a acabam liberados para responder em liberdade.

Menos fé
O Instituto de Defesa do Direito Defesa está preparando documento com propostas para diminuir o excesso de prisões provisórias. Será encaminhado aos três poderes.