Jogo jogado

Sonia Racy

09 de novembro de 2014 | 01h05

Depois do Santos e da DIS, ex-donos do passe de Neymar, agora é a vez da Terceira Estrela ajuizar ação contra o pai do jogador. Responsável por 5% dos direitos do craque, o fundo pede a exibição dos documentos e a devida explicação da tumultuada transferência ao Barcelona. Os réus citados terão cinco dias de prazo.

A ação indenizatória, a ser proposta pelos advogados Nancy de Melo Franco, Thiago Gerbasi e Guilherme Moura, do MMK, será o segundo passo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.