Jabuti na árvore

Sonia Racy

06 de agosto de 2013 | 01h09

No retorno do Congresso, o governo Dilma se volta à questão do FGTS. No Palácio da Alvorada, o temor é que Eduardo Cunha obtenha êxito em seu esforço de desvincular os recursos da multa de 10% do Minha Casa Minha Vida.

O deputado briga para que este dinheiro seja transferido para a conta dos trabalhadores quando se aposentarem.

Jabuti 2

Isso significaria o pior dos mundos. Os empresários – que queriam revogação da multa paga por empregadores ao governo nos casos de rescisão sem justa causa – continuariam infelizes. O governo, que quer manter a coisa como está, perderia arrecadação para seu programa-vitrine.

E os trabalhadores não sentiriam diferença na soma que recebem na aposentadoria.

Jabuti 3

Pergunta: a quem interessa esta movimentação de Cunha?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.