Israel comunica que vai continuar importando carne do Brasil

Sonia Racy

25 Março 2017 | 00h35

Carne forte

Diferentemente de outros países da região, Israel comunicou ao governo brasileiro que… não vai suspender a importação de carnes. Yossi Shelley, novo embaixador de Israel aqui, esteve no churrasco diplomático de Temer no fim de semana e mandou informações para Tel Aviv – que considerou adequadas as explicações.

No escuro

Cauê Macris – novo presidente da Assembleia paulista – mal assumiu e já quer cortar gastos. Primeiro alvo? A conta de luz, que custa R$ 140 mil por mês. De agora em diante, a iluminação da Alesp será desligada às 20 horas e no fim de semana. Próximo alvo: gratificações.

Lolla em alta

A crise não chegou ao Festival Lollapalooza – que começa hoje em Interlagos. Além do número dos ingressos vendidos ter aumentado significativamente, os hotéis em São Paulo, segundo a SP Turis, registram média de ocupação de 81%. Contra 54% de lotação em fins de semana normais. Hostels? 94% de ocupação.

Cadeiras

Sergio Rial, do Santander, sucede Luiz Trabuco na presidência do conselho de representantes da Confederação Nacional das Instituições Financeiras. O mandato de Trabuco vence segunda-feira.

Bola in?

Em evento organizado pela gestora Taler, anteontem, o economista Paulo Guedes contou que, em rodas fechadas da iniciativa privada, bem como dentro do governo Temer, as preocupações com a velha política crescem. “Quando o establishment perde a decência, a regeneração do sistema se dá pelas urnas”. Para ele, o novo presidente eleito em 2018 deverá ser um “outsider”.