Investimento

Sonia Racy

16 de maio de 2012 | 01h01

Chávez estava mais eufórico do que Frank Williams depois da vitória do venezuelano Pastor Maldonado no GP da Espanha, domingo.

Explica-se: a PDVSA pagou cerca de US$ 46 milhões à escuderia, em outubro de 2011, para garantir o garoto no cockpit.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.