Investigadores cometem possível descuido ao citar atos de Anastasia

Sonia Racy

12 Dezembro 2018 | 00h55

ANTONIO ANASTASIA. FOTO ALEX SILVA/ESTADÃO

Quem leu com atenção a decisão de Marco Aurélio Mello percebe que, nas pags. 9 e 10, em trecho a respeito de Antonio Anastasia, Há um possível descuido. Ao se falar de supostos atos dele em favor de Aécio, a data mencionada é agosto de 2014, quando ele não era mais governador.

O tucano deixou o cargo em abril daquele ano, para fazer sua campanha para o Senado.

Leia mais notas da coluna:
‘Nem famílias visitam mulheres presas’, diz Cármen Lúcia 
Salles vai replicar, no ministério, medidas que tomou em SP