Inversão de papéis

admin

01 de agosto de 2009 | 06h15

Consta que o embaixador brasileiro em Caracas, Antônio Simões, está ansioso para saber o resultado da sua peregrinação pelo Senado, que o obrigou a ficar quase 30 dias em Brasília.

O homem de confiança de Celso Amorim – que trabalhou no seu gabinete antes da designação, há um ano e meio – falou pessoalmente com os 81 senadores defendendo a adesão da Venezuela ao Mercosul, projeto que está em vias de ser votado pela Casa.

Foi tão enfático que um dos senadores contatados ponderou: “Deste jeito, Simões vai tirar o emprego do embaixador venezuelano no Brasil.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.