Inútil brigar

Sonia Racy

21 de dezembro de 2011 | 23h07

Na suposta queda de braço entre LulaeSérgio Cabralpela indicação na CBF, caso Ricardo Teixeirasaia antes do fim do seu mandato em 2015, há um pormenor que está sendo esquecido.

Pelo estatuto da Confederação, saindo Teixeira, assume o vice, José Maria Marin.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.