Intolerância

Sonia Racy

18 de junho de 2015 | 01h16

Orlando Silva apresentou requerimento à Comissão de Direitos Humanos da Câmara pedindo que a Secretaria de Direitos Humanos acompanhe o caso da menina de 11 anos que foi apedrejada, no Rio, por ser do candomblé.
O MP do Rio já está seguindo as investigações – e além dele, o deputado do PC do B quer que o governo estadual se mantenha próximo do assunto.

De acordo com a SDH, a maioria das vítimas de discriminação religiosa no País, em 2014, tinha entre 31 e 35 anos. Mas surpreendem os 12% de crianças na lista. Os dados são do Disque-Denúncia.