Interpretação

Sonia Racy

15 Julho 2016 | 01h45

Na mesma data em que seu irmão Antonio Junqueira Vilela Filho e seu marido Ricardo Viacava tiveram mandados de prisão emitidos na operação Rios Voadores, Ana Luiza Junqueira Vilela Viacava foi alvo de condução coercitiva, que também acabou se transformou em prisão. Razão? Graves crimes ambientais cometidos no Pará.

“Como ela se encontrava no exterior, com seus trigêmeos, pegou avião de volta para depor, mas acabou presa já no aeroporto na frente dos filhos,” conta seu advogado Roberto Podval, que foi buscá-la ao desembarcar.

Interpretação 2

Motivo? Segundo o que Ana Luiza contou ao advogado, ela teria telefonado para seu motorista pedindo para que tirasse “o veneno da casa”. A PF deduziu, diz Podval, que esta seria a senha para sumir com papéis. A mulher de Ricardo explicou ao defensor que dedetizou sua casa e, devido a antecipação da sua volta, pedia a limpeza.

Ela está presa há nove dias em unidade penal separada da prisão do marido e do irmão.