Incoerente

Sonia Racy

05 Julho 2015 | 01h06

Relatora para assuntos de infância da área de direitos humanos da OEA, a paraguaia Rosa Maria Ortíz definiu como “incoerência interna” do Brasil a aprovação pela Câmara, em Brasília, da redução da maioridade penal.

“O País é tido, mundo afora, como o maior defensor dos direitos das crianças”, disse à coluna depois de audiência na Assembleia paulista, a convite de Carlos Bezerra Jr.

Os jovens, avalia a advogada , “já têm espaços suficientes de violência. Eles precisam de espaços de proteção”.