“Houve ensaio de outubro”, diz Moisés Avelino, do TO, a Meirelles

Sonia Racy

04 Julho 2018 | 00h50

HENRIQUE MEIRELLES

HENRIQUE MEIRELLES. FOTO: WILTON JUNIOR/ESTADÃO

Tocantins pode ser proxy das eleições: alto índice de nulos, brancos e abstenções. E governador-tampão eleito com só 34% dos votos válidos. “Aqui houve um ensaio de outubro”, disse a Meirelles, ontem, o ex-governador Moisés Avelino. “Ulysses foi o segundo mais votado no Estado. Conte com a gente para ser o primeiro aqui.”

Leia mais notas da coluna: 

Putin usa a Copa para promover o patriotismo

Neymar é o brasileiro mais citado no Twitter da Copa