Homem de aço

Sonia Racy

04 de fevereiro de 2015 | 01h10

Entre as especulações sobre o futuro presidente da Petrobrás, há uma só certeza no mercado financeiro: o novo nome terá, obrigatoriamente, de ser resistente a um escrutínio para lá de minucioso. É certo e líquido que sua vida pessoal e profissional será vasculhada como “nunca antes na história desse País”.

Terá que ter nascido até de… parto normal.

De aço 2

Partindo desse raciocínio, a aposta dos players se afunila em Henrique Meirelles – que já viveu prova parecida na nomeação para o BC. E mais: o executivo conhece o governo PT, tem ambição política e é considerado bom gestor.

Pergunta: e o balanço de 2014 da Petrobrás? Pelo que se apurou, quem terá de assiná-lo será Graça Foster, mesmo saindo da estatal.

De aço 3

Conforme prevê a lei, para se desligar por iniciativa própria, a executiva teria de apresentar carta de renúncia ao conselho de administração da Petrobrás. Que tem reunião marcada para sexta-feira.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: