Histórias de Gero Fasano e família reveladas em livro

Histórias de Gero Fasano e família reveladas em livro

Direto da Fonte

25 de maio de 2022 | 04h50

Na obra, detalhes da parceria entre Zeco Auriemo e Gero Fasano. Foto: Arquivo Pessoal

Na obra, detalhes da parceria entre Zeco Auriemo e Gero Fasano. Foto: Arquivo Pessoal

A trajetória da família Fasano e, claro, do empresário e restaurateur Gero Fasano estão no livro “Fasano Dal 1902” – que será lançado hoje em um evento que deve reunir nomes importantes do ramo gastronômico e empresarial. A obra, escrita pelo jornalista Luciano Ribeiro, parte da chegada do imigrante milanês Vittorio (fundador da Brasserie Paulista, em 1902), passa pela sociedade com Zeco Auriemo (chairman da JHSF), até a criação de um hotel em Nova York.

A coluna teve acesso ao quarto capítulo do livro. Nele, um pouco das obsessões do empresário – exemplificadas pela vez em que Gero passou dois meses na Itália entrevistando 47 candidatos para uma vaga de chef. Ou ainda como o restaurateur avalia os pratos apenas olhando para eles e o rígido treinamento dos garçons – que possuem a mesma maneira de andar pelo salão. O lançamento é na Gero Panini, nos Jardins.

Filha de chef lança marca de camisetas

Julia Danesi não seguiu os passos da mãe, a chef Carla Pernambuco. Foi nos pincéis e microfones que a moça se encontrou. Multiartista, acaba de lançar a Kitschdelic, sua marca de camisetas – e já prepara uma collab com a Casa Cipó, multimarcas de Carina Duek. “As estampas são coloridas e homenageiam símbolos da cultura pop”, conta ela, posando com uma das T-shirts da parceria.

EXECUTIVAS. A CNI lança hoje o Fórum Nacional da Mulher Empresária para fomentar a contratação de executivas. Monica Monteiro, diretora da Band, será presidente. Das 30 conselheiras, oito vêm do grupo Mulheres do Brasil, que tem Ana Cabral, CEO da mineradora Sigma Lithium, como cofundadora.

OCEANO. Amyr Klink, Wilfredo e Heloisa Schurmann e Marina Person discutem os oceanos na abertura da Marina Week, no Memorial da América Latina. No dia 1º de junho.

DEVOLUÇÃO. O pré-candidato à Presidência Luiz Felipe d’Avila e o Partido Novo irão devolver ao TSE os R$ 87,7 milhões a que teriam direito do fundo eleitoral.

Empreendedor quer transformar antigo prédio da Light em ‘embaixada cultural’

Chico Lowndes. Foto: Ale Ruaro

Chico Lowndes. Foto: Ale RuaroUm prédio tombado, onde já funcionou a sede da São Paulo Tramway, Light and Power Company, mais conhecida como Light, na Praça da Bandeira, Bela Vista, abriga um novo espaço cultural na cidade, o Central. Idealizado pelos sócios Chico Lowndes, Leo Sanchez e Eduardo Papel, o local de 2 mil metros quadrados foi pensado para receber eventos diversos, como festas, shows, exposições, feiras, além de ativações de marcas. “A diversidade da programação reforça nossa vontade do espaço ser uma nova embaixada cultural da cidade”, explica Lowndes, sócio e curador.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.