Hasta la vista

Sonia Racy

26 Fevereiro 2013 | 01h08

Entre 2001 e 2010, o mundo viu “sumir” US$ 5,8 trilhões – transacionados ilicitamente, segundo pesquisa da ONG Global Financial Integrity (fundada pelo ex-economista do FMI Dev Kar) reproduzida, no fim de semana, pelo El Pais.

Hasta 2

Liderança no ranking da corrupção? China, que apresentou evasão, em dez anos, de US$ 2,7 trilhões, seguida pelo México, com US$ 476 bilhões. Em terceiro lugar… a pequena Malásia (US$ 284 bilhões).

A Rússia, sem esforços, está listada em quinto lugar (US$ 152 bilhões). A Índia vem em oitavo (US$ 123 bilhões). O Brasil? Na 21ª posição, com US$ 35 bilhões.

E a Argentina, tradicional “exportadora” ? Em 36º lugar. Deve ter faltado dinheiro…