Hashtag #EleNão, contra Bolsonaro, ganha adeptos de peso

Sonia Racy

18 Setembro 2018 | 00h10

JAIR BOLSONARO

JAIR BOLSONARO. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Ganhou força, no fim de semana, a hashtag #EleNão, contra Bolsonaro, depois que o grupo “Mulheres Contra Bolsonaro”, foi hackeado, sábado, e transformado em “Mulheres com Bolsonaro”.

Manuela d’Ávila, Caetano e Patricia Pillar estão entre as mais de 90 mil adesões à nova hashtag, no Twittter, segundo a Scup.