Guerra ao vírus

Sonia Racy

06 de fevereiro de 2016 | 01h32

Dilma fez um pedido aos ministros e presidentes de estatais, na reunião contra o Aedes aegypti desta semana, em Brasília: que indicassem três cidades – entre as 115 mais contaminadas com o vírus – onde participem, pessoalmente, de uma campanha de esclarecimento e combate ao problema, no dia 13.

Guerra 2

Um dos presentes à reunião, Aldo Rebello, ligou para Geraldo Alckmin pedindo sugestão para SP. Levando em conta as cidades que têm base do Exército, o governador destacou Campinas ou Sorocaba.

Guerra 3

Helder Barbalho, ministro dos Portos, vai ao porto de Santos, na ação contra o Aedes aegypti. Aproveita e assina no dia 13 ordem de serviço de R$ 72 milhões para iniciar obras em um trecho da Avenida Perimetral.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.