Guedes vê democracia sólida

Sonia Racy

18 de março de 2019 | 09h54

 

PAULO GUEDES. FOTO: ADRIANO MACHADO/REUTERS

PAULO GUEDES. FOTO: ADRIANO MACHADO/REUTERS

Por meio de seu WhatsApp, nesta manhã de segunda-feira, enviado a alguns escolhidos, o ministro Paulo Guedes relata: “No voo para Washington, ouvi que Olavo de Carvalho teria dito que o governo Bolsonaro poderia acabar em meses. Como o Olavo sempre havia apoiado o presidente, perguntei por que o líder dispara contra a revolução que inspirou.”

Guedes afirma que foi nesse contexto que reafirmou sua convicção de que a democracia brasileira está mais sólida do que nunca “por abranger agora todo o espectro de participação política com a emergência da aliança de centro direita entre conservadores e liberais”.

A ponderação do ministro da Economia é reflexo de informação de que Guedes teria classificado Olavo de Carvalho, guru de Jair Bolsonaro, como “lider” da revolução liberal no Brasil, referindo-se a um discurso feito por Carvalho afirmando que o governo Bolsonaro poderia “acabar em seis meses” se não se livrasse da influência dos militares, os quais chamou de “golpistas”.

Tendências: