Ação Covid prevê 71,51% da população infectada pós reabertura e surgimento de variantes

Sonia Racy

19 de agosto de 2021 | 00h35

O Ação Covid montou dois cenários estatísticos sobre a pandemia. O grupo, composto por pesquisadores, está levando em conta o ritmo de transmissão do vírus com a abertura completa de comércio e surgimento de variantes, com base no que vem ocorrendo nos EUA, Reino Unido e Israel.

 Na primeira projeção, considerando que a imunidade da vacina seja de 12 meses, 71,51% da população seria infectada e 0,29% morta em cidades do porte de Olinda. Os números seriam atingidos dois anos após o início da vacinação.

 Já no segundo quadro, com a imunidade durando 18 meses, os números caem para metade em capitais como SP e BH. “As simulações mostram que se a imunidade durar 18 meses o intervalo para o próximo surto seria maior, passando para setembro de 2022”, afirma Patricia Magalhães, pesquisadora no ITA e coordenadora do grupo.

Presença  

Augusto Arruda Botelho e Antônio Claudio Mariz estiveram no lançamento do novo livro de Lula, feito sem alarde e para um grupo restrito de convidados na Casa de Portugal, na quinta passada. A obra conta a saga dos processos do ex-presidente e foi batizada de Memorial da Verdade.

Por lá passaram também os advogados José Roberto Batochio, Helio Silveira e Roberto Tardelli, além da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e o governador Wellington Dias.

Gestão, gestão 

Com 2022 se avizinhando, Doria anuncia hoje a criação de um “parlamento regional”, instituindo 31 unidades representativas dos municípios do Estado. Representantes dessas câmaras vão poder opinar sobre políticas públicas regionais.

 O governador fala também sobre investir R$ 100 milhões no asfalto das cidades.

 Sonífera ilha 

Ilhabela vai ter um festival de cinema para chamar de seu, o Citronela Doc. Vão apresentar 20 documentários – que não puderam ser exibidos em função da pandemia. E promoverão debates com a participação de cineastas e convidados. Acesso online, entre 10 e 12 de setembro, pela plataforma da Todesplay. In loco, haverá sessões ao ar livre.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.