Greve não atinge mudanças na demanda de crédito, diz Octavio Lazari

Greve não atinge mudanças na demanda de crédito, diz Octavio Lazari

Sonia Racy

31 Maio 2018 | 01h00

Octavio Lazari- Foto: AGÊNCIA O DIA

Octavio de Lazari, do Bradesco, não sentiu mudanças na demanda de crédito em função da greve dos caminhoneiros. “Pode ser que surja alguma necessidade de ajuste de fluxo das empresas, mas mais para a frente”, disse em conversa ontem.

Por enquanto, de acordo com o presidente do banco, tudo está normal.

Lazari lembra que a greve dos caminhoneiros acontece em tempos de empresas e famílias registrando o mais baixo nível de endividamento dos últimos onze anos.

Para ele, há espaço no orçamento para crédito. “Basta retomar a confiança, o que deve ocorrer com o fim das manifestações e o início do segundo semestre, um período tradicionalmente favorável”.

Leia mais notas da coluna:

Para quem vai sobrar o ônus do acordo de Temer?

RJ deve ter perto de 100% da circulação de combustível normalizada