Governo teme que distribuição do repelente diminua combate ao mosquito transmissor do zika

Sonia Racy

16 de dezembro de 2015 | 19h08

Um ponto no combate dos aumentos nos casos de microcefalia tem preocupado a Casa Civil e o Ministério da Saúde. Pergunta-se se a estratégia de liberar o repelente pelo SUS para as grávidas afastará o foco principal de combate da doença:  a eliminação do mosquito transmissor do zika vírus.

O assunto foi tratado em reunião anteontem, com Jaques Wagner e o secretário-executivo do Ministério da Saúde. Foi pedido à força-tarefa que apressasse as análises sobre a eficiência dos repelentes, a estimativa de consumo e a capacidade da indústria para produzi-los.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.