Governo quer pular uma etapa na aprovação da reforma trabalhista

Sonia Racy

07 de junho de 2017 | 17h38

O governo está procurando maneiras de encurtar a tramitação reforma trabalhista no Senado. O texto vindo da Câmara foi aprovado na terça-feira pela CAE e teria que passar por mais duas comissões: a de Assuntos Sociais e a CCJ.

 

A ideia do governo é apresentar um “requerimento de urgência” no plenário para que se pule a terceira etapa, da CCJ. Com isso, o parecer seria lido e votado direto no plenário do Senado. Qual a vantagem? Passar rápido por um assunto muito impopular entre os eleitores.

 

Senadores dão como certo que será feito um pedido de vista na CAS, o que daria tempo de formular o pedido.