Governo paulista define regras para voos de servidores

Sonia Racy

07 de fevereiro de 2020 | 01h00

JOÃO DORIA E HENRIQUE MEIRELLES. FOTO: WERTHER SANTANA/ESTADÃO

JOÃO DORIA E HENRIQUE MEIRELLES. FOTO: WERTHER SANTANA/ESTADÃO

 

Atento aos tropeços em Brasília, que incluíram uma crise ministerial, o governo paulista prepara mudança no uso de passagens aéreas por servidores estaduais. Ao que se apurou, a Secretaria da Fazenda vai implantar regras mais claras para definir a necessidade de deslocamento – que precisará ser aprovada pela chefia de cada órgão.

O foco, como resume o secretário Henrique Meirelles, é “rigor no controle dos gastos” e “uso racional dos recursos”. Medidas em vista? Centralizar o sistema de autorização, padronizar os procedimentos e assim economizar pelo menos 20% nesses gastos, que chegaram perto dos R$ 30 milhões em 2019.

Datena decide futuro em
conversa com Baleia Rossi

Cotado para disputar a Prefeitura de São Paulo pelo MDB, o apresentador José Luis Datena sabe que seu nome enfrenta forte resistência da ala paulistana da sigla – onde a maioria prefere apoiar Bruno Covas. Ao que consta, ele já teria deixado claro que, se houver resistência ao seu nome, “está fora”, podendo ir para PP ou PSB.

O imbroglio será o tema de conversa que o presidente do MDB paulista, Baleia Rossi, terá com o apresentador. “Ficamos de falar neste fim de semana. Ele é um ótimo candidato”, disse Rossi à coluna. Mas ponderou, também, que é preciso “ouvir o diretório municipal e os nossos deputados”.

CPI retoma debate sobre
voo da Chapecoense 

Foi confirmada para 3 de março a convocação de Rodrigo Ernesto de Andrade, da Off Side Logística Esportiva, para depor na CPI do Senado sobre o acidente com o voo da Chapecoense, em 2016. Os senadores querem saber como ela faz a intermediação de serviços com a empresa aérea LaMya, com a CBF e com a Conmebol.

Dia 31 de março deve depor o pessoal das seguradoras – e o relatório final será apresentado em 3 de agosto. Entre os senadores da comissão estão os ex-atletas e hoje senadores Romário e Leila.

Facebook usa folia para
falar de privacidade na rede

O Facebook sai dia 15 no pré-carnaval de SP, no Bloco do Sargento Pimenta – um dos mais disputados da festa. E vai distribuir milhares de pochetes para que foliões protejam seus pertences e estimular que revisem seus dados de privacidade no aplicativo.

A iniciativa faz parte das ativações da rede associadas ao Dia Internacional da Privacidade de Dados – que se celebra no fim de janeiro.

Audiovisual brasileiro leva
19 filmes ao Festival de Berlim

O audiovisual brasileiro faz as malas para o Festival de Cinema de Berlim, onde desembarcará com números recordes. Para o evento, que começa dia 20, o Programa Cinema do Brasil leva 19 filmes de diversas categorias.

Com o tema 128 Filmes Brasileiros e Contando…! o programa festeja, também, a disputa do Brasil pelo cortejado Urso de Ouro com o filme Todos os Mortos, de Caetano Gotardo e Marco Dutra. Os 128 referem-se aos últimos 15 anos, produção bem maior que a dos 40 anos anteriores.

Vereador defende área
guarani no Jaraguá

O MP paulista recebeu do vereador Gilberto Natalini representação contra imobiliária que começou a construir um empreendimento em área proibida no parque estadual do Jaraguá. Trata-se de terreno vizinho a seis aldeias da etnia guarani Mbya que ali vivem há cerca de 20 anos.

Segundo o vereador do PV, cerca de 400 árvores já foram derrubadas no local. Além disso, o alvará teria sido dado sem se ouvir a população indígena.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: