Gloria Coelho justifica ausência na SPFW

Gloria Coelho justifica ausência na SPFW

Sonia Racy

15 Março 2017 | 00h55

Foto: Iara Morselli/Estadão

Foto: Iara Morselli/Estadão

A ausência de Gloria Coelho é uma das mais sentidas desta SPFW. “Se eu tivesse participado, não teria tido tempo de criar minha coleção de verão, a que representa grande faturamento para minha empresa”, explicou a estilista ontem, durante café da manhã, no Le Pain Quotidien, nos Jardins. Abaixo, trechos da conversa:

Por que decidiu não participar desta SPFW?

As marcas, normalmente, tem mais tempo para criar a coleção de inverno na comparação com a de verão. No Brasil, temos mais verão do que inverno. Portanto, ele é mais importantes para as marcas. São apenas três meses para criá-lo. Se eu tivesse participado da semana de moda agora, não teria tido tempo para criar a coleção que tem a maior representatividade no nosso faturamento anual.

Mas ano passado, você desfilou nesta mesma época. O que mudou?

É que a semana de desfiles caiu em abril. Tivemos um mês a mais para imaginar e montar o desfile. Agora, março não deu. Ficou muito em cima, é tentar fazer mágica. Roupa não é como pão de padaria, que você tem a receita e faz. Para montar coleções, tem que ter reflexão, elementos novos, analises, estudos. Tudo em busca de uma cara nova.

Acha que a crise cooperou para que muitas marcas não entrassem neste Fashion Week?

Desculpa, eu não faço parte da crise. Nesta onda, eu não quis entrar não. (risos)

Acredita no ‘see now buy now’?

Acredito. Se tivesse feito um desfile agora poderia ter usado o modelo de venda. Tenho a coleção inteira de inverno pronta, vou lançar dia 30.

Com a coleção pronta, por que não participar?

Para mostrar, eu ia ter que trabalhar para deixar a coleção com mais emoção. Minha concepção é assim, sempre tenho que mostrar algo novo. A coleção é muito linda, mas muito clássica, falta rebeldia.

Qual é a maior tendência deste inverno?

Hoje mesmo (ontem) darei uma palestra sobre tendências do futuro. Quando você assisti um filme dos anos 1930, enxerga a roupa, a arquitetura e a música da época. Dos anos 1960, 70 e etc a mesma coisa. Hoje vou falar como a moda vai estar nos filmes em 2020.

Como?

Muita assimetria, estampas misturadas, ombros maiores. Estamos em uma época em que estão nascendo muitos novos estilistas e eles estão trazendo de volta as referências dos anos 1980, porque é a época que eles nasceram. É assim que vejo a moda daqui para frente. /SOFIA PATSCH