Gestor cobra de Temer verbas da loteria prometidas à cultura

Sonia Racy

21 Dezembro 2017 | 00h31

Eduardo Saron, do Itaú Cultural – que também ganhou a medalha Ordem do Mérito Cultural essa semana – foi o escolhido para fazer o discurso em nome dos homenageados em Brasília.

Temer ouviu dele cobrança sobre o repasse dos 3% da loteria previstos para as iniciativas do Ministério da Cultura.

Veja mais notas na coluna:

+ Sem prender réus da Lava Jato, Fachin fecha ano com Maluf

+ Vai Vai confirma patrocinador, homenageia Gil e mostra a fantasia para 2018