Gera queixa decreto de Bolsonaro que libera militares da ativa em cargos de governo por tempo indeterminado

Sonia Racy

07 de julho de 2021 | 00h50

BOLSONARO – FOTO EVARISTO SÁ/AFP

O decreto de Bolsonaro permitindo que membros da ativa das Forças Armadas ocupem cargos no governo por prazo indeterminado entrou em vigor na última quinta.

Essa medida, alterando o Estatuto Militar, está provocando polêmica na caserna. Militares de alta patente se queixam, nos bastidores, sobre os efeitos na tropa.

Outro lado… das Forças

Consideram, pelo que essa coluna apurou, ser uma maneira de Bolsonaro pressionar as Forças para que endossem seus atos. O ex-ministro Raul Jungmann explica: “Antes o militar passava no máximo dois anos no cargo civil e depois voltava para a reserva ou para ativa”, pondera o ex-ministro da Defesa.
Acredita que a liberação, para ficar de forma prolongada no governo, “pesa contra a profissionalização. Não desenvolverá as missões para as quais foi capacitado ou não fará os devidos cursos”, completa.

De grão…

Fechado o balanço do Carrefour sobre sua primeira ação direta para ajudar ONGs que fomentam equidade racial ou empreendedorismo negro. Foram 1625 inscrições de todos os 26 estados brasileiros.

…em grão

A ação vem depois de seguranças espancarem, em novembro de 2020, João Alberto Silveira Freitas até a morte. Os agressores, que trabalhavam como agentes de uma empresa de segurança, foram presos em flagrante por homicídio triplamente qualificado.

Direto do coração

No protesto de sábado na Av. Paulista, Orlando Silva conta que teve sua bandeira do Brasil arrancada por membros do PCO. “Ela quase foi queimada por ter virado um… elemento da direita”, explica o ex-ministro dos Esportes. Um segurança conseguiu recuperá-la.

Revoada

Entre os tucanos que vão deixar o PSDB junto com Alckmin está Floriano Pesaro. O ex-deputado tem sido um dos principais apoiadores do ex-governador, participando das conversas sobre sua saída da legenda na padaria do Morumbi.

Influencers

O que Gabriela Prioli e Amyr Klink têm em comum? Discutirão os desafios na educação, pós-pandemia. A convite da plataforma Cloe. Os interessados em participar do evento, a começar dia 14, podem se inscrever no site ‘falacloe’.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.