Gastos judiciais deixam a Saúde doente

Sonia Racy

03 de junho de 2016 | 01h41

Dados saídos do forno ontem, do Ministério da Saúde, apontam que uma das doenças do setor são… os gastos judiciais. Ano passado, eles romperam a barreira do bilhão e chegaram a R$ 1,2 bi– o que representa 727% mais que em 2010.

Em seis anos, esse tipo de despesa somou R$ 3,9 bi. Um dos principais problemas são medicamentos sem registro ou experimentais. Das 20 tecnologias mais caras, 50% não possuem registro.

Em busca de saídas, o ministro Ricardo Barros aposta na criação dos Núcleos de Apoio Técnico do Poder Judiciário – assunto que discute hoje com Arnaldo Hossepian, do CNJ.  Hossepian é também supervisor do Fórum Nacional do Judiciário para a Saúde.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: