Ganha ou ganha?

Sonia Racy

08 Julho 2016 | 01h10

Com a mudança de status de Cunha – de um presidente a deputado federal – os casos judiciais que envolvem o peemedebista deverão ser julgados não mais pelo plenário do STF, mas pela 2.ª Turma do tribunal… Onde, em caso de empate, a decisão final é pró-réu.
Outro ponto positivo: em uma decisão negativa a ele no julgamento da Turma, poderá ainda recorrer, levando o caso ao plenário.