Gangorra

soniaestadao

22 de outubro de 2014 | 01h15

O estresse de segunda-feira nos mercados brasileiros – consequência da melhora de Dilma não só na avaliação do Datafolha, mas também em trackings feitos por bancos de peso – se aprofundou ontem. Entretanto, desta vez, o nervosismo veio a reboque de uma aparente cisão de opiniões.
Parte do mercado defende que os dados do último censo do IBGE estão incorretos – e que as pesquisas podem estar erradas. Outros fizeram cálculos trazendo a valor presente o índice de abstenção e de votos nulos do primeiro turno – que, aplicado aos atuais dados das pesquisas, daria a Aécio a dianteira.
E um último grupo tinha, como real, a atual vantagem de Dilma. Isso sem contar a análise apócrifa da última pesquisa Datafolha – que virou meme na rede. Pelo comportamento da BM&F/Bovespa e do dólar, o terceiro grupo, aparentemente, soma a maioria dos players.
Gangorra 2
Conhecido fundo de ações, famoso por seus acertos nos últimos 20 anos, vai triplicar seus ganhos se Dilma vencer.
É um dos poucos que apostam, desde o começo do ano, na reeleição da presidente – antevendo dólar nas alturas e ações abaixo da terra.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.