Gabinete de crise

Sonia Racy

21 de novembro de 2012 | 02h20

Em meio à crise da segurança em São Paulo, o TJ vai propor aos juízes de todo o estado revisão nas autorizações de saída temporária de presos. A reunião acontece sexta, no Palácio da Justiça.

Hoje, embora não exista previsão legal para liberação coletiva em datas especiais, cerca de 20 mil detentos são colocados nas ruas nesses períodos – sem fiscalização adequada. O estado tem apenas 4.800 tornozeleiras eletrônicas.

A proposta do TJ é que as autorizações sejam distribuídas ao longo do ano para que, a cada vez, saiam da cadeia no máximo 4.500 presos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.