Fundo paulista é arma de Lula

Redação

13 de fevereiro de 2009 | 06h00

Há coisa em comum entre o pacotão das 500 mil casas, a ser anunciado por Lula, e as medidas que José Serra anunciou ontem, para combater o desemprego em São Paulo. Uma das principais é o FGH, Fundo Garantidor Habitacional.

Lula e Serra conversaram muito a respeito da ideia, amadurecida por técnicos do governo paulista – entre eles o secretário Lair Krahembuhl. O presidente decidiu incorporá-la e ela virou o eixo de seu projeto.

O FGH preenche um vazio nunca antes resolvido: cria um aval do Estado para os investidores – que sempre evitaram construir casas para a baixa renda, com medo da inadimplência.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.