Fundo Constitucional do Nordeste vai financiar R$ 1,3 bilhão em energia eólica na região

Sonia Racy

04 de novembro de 2017 | 01h00

MICHEL TEMER

MICHEL TEMER. FOTO: HELVIO ROMERO/ESTADÃO

Helder Barbalho, da Integração, levará a Temer uma boa notícia. O Fundo Constitucional do Nordeste vai financiar R$ 1,3 bilhão em energia eólica e solar nos Estados do Ceará, Bahia e Piauí.

Quem toca o negócio? A Apodi, que tem entre seus sócios a Statoil, a ENEL italiana e a CPFL (que acaba de receber investimentos da chinesa State Gride). O plano da operação é gerar mais de 530 Megawatts, energia suficiente para abastecer uma cidade como Curitiba.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: