Freio coletivo

Sonia Racy

14 de março de 2012 | 10h40

Para batizar uma repartição pública ou rodovia, deputados estaduais agora terão de rebolar. Alckmin acaba de sancionar projeto de lei de Cauê Macris, disciplinando a nomeação de locais públicos. No caso de escolas, por exemplo, será exigida a assinatura de pelos menos 400 moradores apoiando a escolha.

É tanta a “ânsia” de agradar os que já se foram ou têm mais de 65 anos, que, em 2011, a Casa recebeu nada menos que 219 projetos de lei – mais de 20% do total de PLs no ano.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: