Fora do ar

Sonia Racy

05 Setembro 2013 | 01h09

A Fundac conseguiu, na Justiça, suspender a licitação que definirá a nova gestora da TV Alesp, da Assembleia paulista. A fundação questiona sua exclusão da concorrência.

A Assembleia, que pediu a reconsideração da liminar, afirma que a Fundac foi inabilitada do processo por “deixar de apresentar Certidão Negativa de Insolvência Civil”. Já os advogados da fundação alegam que entregaram a Certidão Negativa de Falência, que “cumpre o mesmo papel”.

Fora do ar 2

Quatorze empresas participaram da licitação, e cinco das classificadas na fase de preços ofereceram propostas em média 20% menores do que o contrato atual – sendo que a GPM Video, primeira colocada, apresentou o menor preço, R$ 13.684.285,00.

Antes da suspensão do processo, a empresa preparava-se para apresentar, até amanhã, seu portfólio à Assembleia. Agora, está tudo parado.