Fico!

Sonia Racy

18 de janeiro de 2014 | 01h05

Apesar do apelo do PT para que se candidatasse a uma vaga na Câmara ou no Senado, Jaques Wagner bateu o martelo na virada do ano: não vai disputar a eleição e ficará até o fim do ano à frente do governo da Bahia. Tanto que amanhece em Tóquio, nesta segunda, para conversar com empresários – e, em seguida, voa para a China.

Wagner quer centrar esforços no último ano de seu mandato e também nas campanhas de Dilma e de Rui Costa à sua sucessão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.