Festa alemã

Sonia Racy

15 de julho de 2014 | 01h04

Enquanto argentinos, revoltados, faziam baderna em Copacabana, após a derrota, anteontem, no Rio, os alemães invadiam o Baixo Gávea – reduto de jovens na zona sul. Já passava de uma da manhã quando o espaço virou improvisada pista de dança, com carro de som no último volume.

Festa 2

A música que diz ‘mil gols, só Pelé’ virou hino oficial. Mas, na manhã de segunda-feira, os argentinos ainda circulavam pelo Rio. Nem um pouco envergonhados de vestir a camisa azul e branca, eles ainda dominavam Copacabana.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: