Fernando Holiday leva puxão de orelha na Câmara

Sonia Racy

06 Abril 2017 | 01h00

Fernando Holiday levou dois puxões de orelha ontem na Câmara. O vereador usou seu Facebook para atacar Alexandre Schneider, secretário de Educação, que criticou a vistoria de Holiday em escolas para checar se há “doutrinação ideológica”. Publicou, em vários posts, reportagens de 2010 que citam o nome do secretário em meio a investigações da gestão Kassab.

Police Neto e Mario Covas Neto saíram em defesa de Schneider. “Quando você olha para todos ao redor como sendo melhor dos que os demais, na verdade, você está discriminando. Atribuo isso à juventude dele”, afirmou o tucano.

Já Police foi mais duro: “Quando se é uma autoridade pública é preciso ter cuidado. O Schneider sequer chegou a ser investigado. Não pode se aventurar em notícias velhas para fazer denúncias sem apuração. Debate se faz no campo das ideias e não tentando diminuir ou atacar quem discorda de você”, afirmou o vereador do PSD.