Feminismo e Toulouse Lautrec, destaques do Masp em 2017

Sonia Racy

06 de novembro de 2016 | 01h10

O Masp prepara dez exposições para 2017. Entre elas, Histórias da Sexualidade, cujo tema permeia todo o programa do museu ao longo do ano. Estão confirmadas, também, individuais de Teresinha Soares, Wanda Pimentel, Miguel Rio Branco e Tunga.

Além do coletivo feminista norte-americano Guerrilla Girls, que expõe pela primeira vez no Brasil. Toulouse Lautrec, o destaque Mas o grande destaque do ano deverá ser a mostra de Henri de Toulouse-Lautrec, integralmente idealizada e produzida pela equipe do Masp, a partir de obras do acervo e de empréstimos de museus estrangeiros e coleções particulares.

Predominantemente, serão pinturas e gravuras que retratam a intensa vida noturna parisiense do final do século 19. Tema do qual o Masp possui, só de Lautrec, 11 obras – o que constitui a maior e mais importante coleção do autor francês no hemisfério sul. .