Felipe D’Ávila prevê desistência de candidatos à Presidência em jantar com empresários

Direto da Fonte

01 de abril de 2022 | 04h50

JOÃO DORIA E LUIZ FELIPE D'ÁVILA

JOÃO DORIA E LUIZ FELIPE D’ÁVILA. FOTOS: WERTHER SANTANA/ESTADÃO

Em jantar na casa de Luiz Fernando Figueiredo, do fundo Mauá, na quarta-feira, o pré-candidato à Presidência Felipe D’Ávila previu a desistência… de nomes da terceira via. “O interesse dos grandes partidos é eleger deputados federais. É um investimento. Cada deputado rende ao partido R$ 10 milhões entre fundo partidário e fundo eleitoral. Por isso, há resistência em investir em campanhas presidenciais”. E completou: “No Novo não há este risco, o partido não usa recursos públicos”. 

Bola de cristal

Presentes, Luis Terepins, Roberto Setubal, Marcelo Barbará, entre outros. D’Ávila acredita que a terceira via se parece cada vez mais com o roteiro do filme Highlander: “Ao final, só vai haver um!” 

Cristal 2

Outro jantar de 30 empresários, na casa de Fabio Ermírio de Moraes, terça-feira, teve como foco saber o que pensa o pré-candidato Rodrigo Garcia. Alguns participantes gostaram do que ouviram.  

Conforme antecipado pelo blog da coluna ontem de manhã, a gota d’água para que João Doria desistisse de concorrer à Presidência – revertida depois de longo almoço com o vice-governador – foi a intenção de Garcia de mudar atual equipe de secretários do Estado. 

Correndo atrás 

Acreditem. Completa, neste 1º de abril, um ano da nova lei de licitações. E poucos órgãos públicos já se adaptaram a ela. “Temos exemplos esparsos em SC, CE a BA de uso da lei. Os efeitos da pandemia comprometeram o processo”, avalia o advogado Edgard Leite.

RAÍZES AFRICANAS

A Pinacoteca abre amanhã, a exposição “Ayrson Heráclito: Yorùbáiano”, do artista Ayrson Heráclito. Originalmente concebida para o Museu de Arte do Rio, a versão paulistana de “Yorùbáiano” vai ocupar o quarto andar. 

Ela mereceu elogio de Leonardo DiCaprio, por meio das redes sociais.

AÇÃO DO BEM   

Evento para debater a cultura de doações filantrópicas vai ocorrer no Teatro Santander, dia 25, a convite de Sérgio Rial e de Elie Horn, do Movimento Bem Maior.  

Entre os confirmados: Luciano Huck, Preto Zezé, da CUFA, Rodrigo Mendes, do IRM, e Germano Guimarães, do Instituto Tellus. Além de Mario Leão, do Santander. Vão discutir formas de reduzir barreiras sociais e promover o desenvolvimento.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.