Federação Espírita Brasileira defende que médiuns não façam atendimentos individuais

Sonia Racy

14 Dezembro 2018 | 00h25

A Federação Espírita Brasileira publicou nota de orientação aos médiuns e curadores. Defende que o serviço espiritual nunca deve ocorrer isoladamente. “A atividade de médiuns que atuem em trabalho individual, por conta própria, não está vinculada ao Movimento Espírita, nem seguindo sua orientação”, diz a nota.

Muitos médiuns estão receosos de que o caso de João de Deus possa macular a imagem da religião e de outros mestres.

Leia mais notas da coluna:
Contra Renan, Carvalhosa pede ao STF voto aberto na eleição do presidente do Senado
Presidente do Itaú foi atender casos de clientes