Federação Espírita Brasileira defende que médiuns não façam atendimentos individuais

Sonia Racy

14 de dezembro de 2018 | 00h25

A Federação Espírita Brasileira publicou nota de orientação aos médiuns e curadores. Defende que o serviço espiritual nunca deve ocorrer isoladamente. “A atividade de médiuns que atuem em trabalho individual, por conta própria, não está vinculada ao Movimento Espírita, nem seguindo sua orientação”, diz a nota.

Muitos médiuns estão receosos de que o caso de João de Deus possa macular a imagem da religião e de outros mestres.

Leia mais notas da coluna:
Contra Renan, Carvalhosa pede ao STF voto aberto na eleição do presidente do Senado
Presidente do Itaú foi atender casos de clientes

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: