Fatura indevida

Sonia Racy

17 de julho de 2014 | 11h00

Petrobrás e setor químico não se entendem. Tudo por causa do contrato da nafta, segundo informa fonte do setor petroquímico.
Consta que a estatal quer repassar seus custos de importação de gasolina, enquanto o setor alega que essa conta não é sua. Isso gerou um impasse.

Fatura indevida 2

O fato é que o consumo de gasolina explodiu e a Petrobrás resolveu usar a nafta que produz (e que sempre vendeu ao setor químico) para aumentar artificialmente sua produção de gasolina, colocando o produto no pool. Assim, para fechar a conta, passou a importar nafta para atender o setor químico. E exige que ele pague por isso.

Fatura indevida 3

Como pano de fundo, está a combalida situação do setor químico brasileiro na concorrência com a indústria dos EUA. Acontece que os americanos compram matéria prima 70% mais barata que os brasileiros, graças ao gás de xisto que eles descobriram.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: