CAÇA ÀS GRIFES

CAÇA ÀS GRIFES

Sonia Racy

06 de setembro de 2015 | 01h30

Foto: Paulo Giandalia/Estadão

Sérgio K tem uma receita que considera imbatível: só vende o que ele próprio usa. E é com base nela que está transformando suas lojas em multimarcas de grifes descoladas como Fred Perry, Comme des Garçons, Jack Purcell Converse, entre outras. “Desde que a Daslu Homem parou de importar marcas de fora, o público masculino estava carente de algo parecido”. Responsável pela curadoria das peças que vão entrar em suas lojas, o empresário conta que é procurado por marcas de fora interessadas em vender no País. “Elas não querem ter loja aqui – os motivos, já sabemos… – mas buscam pontos de venda”, explica. Aos 31 anos, tem treze lojas no Estado, uma em Fortaleza e vai abrir outras em Goiânia e Recife. “Sentimos uma resposta muito positiva do Nordeste”. Ele também exporta para países como a Rússia. “Os russos entendem muito bem o nosso humor”.